Imperdível! Cine Três Pontas – Cinema Para Todos começa hoje

Exibições são de graça e o primeiro encontro será na quadra do Caic em Três Pontas Ação é promovida pela Prefeitura Municipal através da Secretaria Municipal de Cultura. Exibições começam hoje, dia 05, a partir das 18h30 na quadra do Caic. No dia 06 o cinema aportará na praça do bairro Botafogo. E no dia 07 a telona da sétima arte será montada na Praça Cônego Vítor. O prefeito Marcelo Chaves Garcia disse que investir na cultura e no lazer do povo de Três Pontas é muito importante e também ajuda a melhorar a qualidade de vida de cada um.

OS SONHOS NAS BASES por JUAREZ  ALVARENGA      

         É de nosso mundo  interior que nasce os grandes projetos de nossas vidas. Tudo começa e termina em nosso reservatório intimo humano.          Somos tudo aquilo que  nascer dentro de nosso interior.          Nossos pensamentos são livres, como pássaros que ultrapassam fronteiras e atravessam mares. A altura de nossos voos depende da intensidade de como batemos as asas de nossas utopias.          A capacidade de idealizar projetos significativos deve estar acompanhados de ações nascidas no antro de nossas motivações.          Somos tão ousados com os nossos sonhos, que antes de adquirir terrenos, para construírem nossos edifícios,

IPREV: Encontro de RPPS 2019 reunirá autoridades em Três Pontas nesta semana

O Município de Três Pontas realizará entre os dias 4 e 6 de dezembro o VIII Encontro de Regimes Próprios de Previdência Social (RPPS) de Minas Gerais. O evento abordará diversos assuntos, referentes à Previdência Social dos Servidores Públicos do Município de Três Pontas e acontecerá no Restaurante Charneca. Os trabalhos serão conduzidos pelo diretor do IPREV de Três Pontas, Dr. Luciano Diniz e pelo servidor Geraldo Gabriel de Azevedo (Gegê). Devem comparecer, dentre outras autoridades, o prefeito Marcelo Chaves Garcia, o presidente da Câmara Municipal, vereador Maycon Machado, além de outros legisladores municipais, contadores e servidores públicos de diversas

Com Padre Victor e Nhá Chica, turismo religioso se fortalece na região

Se a fé move montanhas, ela também pode abrir novos caminhos. É no Sul de Minas Gerais, em cidades sentido Aparecida, o ponto de encontro de católicos do interior paulista, que fiéis e romeiros têm explorado novas rotas. A força dos nomes dos beatos Padre Victor e Nhá Chica é o que traz milhares de pessoas de várias partes do país em busca de milagres, agradecimentos por graças e experiências de fé. O turismo religioso encontrou no Sul de Minas novos pontos de parada. Antes considerada um meio de chegada à terra de Nossa Senhora Aparecida pelo Caminho da Fé,

Histórias de Vida: Seu Vicente é homenageado pelo Conexão Três Pontas

Homem de muita fé e dedicado à família e ao trabalho, mesmo aos 84 anos de vida! O quadro Histórias de Vida, criado pelo portal Conexão Três Pontas, tem o objetivo de homenagear, em vida, pessoas de todas as classes sociais, profissões, funções ou perfis, que tenham se destacado por trabalhos relevantes ou simples, por exemplos deixados ao longo dos anos, por um legado de amizades e respeito. E hoje, Dia dos Médicos, estamos merecidamente homenageando, contando um pouco da história do querido Vicente de Paula Silva, o Seu Vicente. Vicente de Paula Silva nasceu em Três Pontas em 28 de

A VELA E O FOGO por Nilson Lattari

A vela é somente vela quando tem o fogo a tremelicar com o vento. Desenha formas desordenadas nas paredes, dá vida ao breu, entretém as pessoas, e é o motivo de brincadeiras de crianças, quando juntam os dedos das mãos e fazem teatro nas paredes. Os pratos são servidos romanticamente por elas, quando um casal se junta e comemora, em brinde ao casamento do futuro ou de outrora, lira de muitos anos vividos, amancebados, ou então a aurora de um amor nascendo nos seres aconchegados. A vela é somente vela quando o corpo é velado, e se despedem do morto,

MORADA ENCANTADA por JUAREZ ALVARENGA

         Buscar um sentido pela nossa existência é uma tarefa diária.          Congratular com as adversidades é uma maneira de cumprimentar a realidade.          Em nossa guerra cotidiana é necessário conforto psicológico, para enfrentar as grandes batalhas.          E. nossa morada intima é onde recolhemos das tempestades externas, infernais vindas de nosso grande confronto com as dores do mundo.          Com está paz interior  suportamos, com tenacidade, qualquer atrocidade advinda das mais sangrentas guerras que enfrentamos na caminhada tortuosa de nossa existência.          Decretada paz interior construímos qualquer império com facilidade.          Seremos táticos e estratégicos em nossas ações e

Emocionante: Jovem padeiro vende paçocas no centro de Três Pontas sonhando ser empresário

A história de Elias Adão da Silva serve de inspiração para muitas pessoas. Olhar sereno, voz tranquila, tom bem baixinho, palavras muito bem colocadas, uma educação “fina”. Estas são algumas características do jovem padeiro Elias Adão da Silva, de 30 anos de idade, que nas horas vagas comercializa paçocas de amendoim no centro da cidade de Três Pontas almejando juntar um capital para ter o próprio negócio, realizar o sonho de ser empresário. Muito querido, ele é uma fonte de inspiração para muitas pessoas e o Conexão Três Pontas conta mais essa emocionante história. Elias é trespontano. Filho de Milva

Novembro Azul: Dr. Fernando Gouvêa fala sobre os cuidados que o homem deve ter com a saúde urológica

Novembro Azul é um movimento mundial que acontece durante o mês de novembro para reforçar a importância da prevenção e do diagnóstico precoce do câncer de próstata. A doença é o segundo tipo de câncer mais comum entre os homens brasileiros e as maiores vítimas são homens a partir dos 50 anos. Nesse mês todo dedicado a saúde do homem e à campanha Novembro Azul, o urologista Dr. Fernando Gouvêa, especialista que está atendendo em Três Pontas, de explica a importância da prevenção e todos os mitos que circulam sobre o câncer de próstata: O que é a próstata? A

Histórias de Vida: “João do Correio” é homenageado pelo Conexão Três Pontas

Um exemplo de ser humano! Amigo, prestativo, de muita fé e alto astral. A ele somente elogios! O quadro Histórias de Vida, criado pelo portal Conexão Três Pontas, tem o objetivo de homenagear, em vida, pessoas de todas as classes sociais, profissões, funções ou perfis, que tenham se destacado por trabalhos relevantes ou simples, por exemplos deixados ao longo dos anos, por um legado de amizades e respeito. E hoje, Dia dos Médicos, estamos merecidamente homenageando, contando um pouco da história do querido João Francisco Silva Filho, o João do Correio. João Francisco Silva Filho, popularmente conhecido como João do Correio,

Manual da Black Friday: dicas e cuidados para aproveitar a data

Apesar desta ser a 10ª edição, a data é marcada por dúvidas dos clientes. Golpistas aproveitam a data para enganar compradores Aguardada ano a ano pelo varejo, a Black Friday enfim chegou. Nesta sexta-feira (29/11/2019), várias lojas do país oferecem descontos recordes para os clientes. Dados da Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) e do Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil) revelam que o brasileiro deve gastar em média R$ 1.132. “Segundo a pesquisa, 9 a cada 10 brasileiros vão aproveitar a Black Friday deste ano. Os consumidores devem comprar cerca de três produtos. Apesar desta ser a 10ª

Cooperativismo, bons negócios e inovação: Cocatrel destaca-se na Semana Internacional do Café

Entre os dias 20 e 22 de novembro, a Cocatrel participou ativamente da programação da SIC, destacando-se nas ações institucionais, cuppings, reuniões com importantes traders, hackathon e lançamento de novos produtos. Foram três dias intensos de atividades, três dias que confirmaram a grandeza da Cocatrel dentro do cenário cooperativista e da cadeia do café. Há três anos participando e patrocinando a Semana Internacional do Café, a Cocatrel foi a pioneira ao entender e acreditar que ali seria o local ideal para se fazer a conexão entre os produtores com consumidores, torrefadores, importadores e tudo o que acontece a partir do

Com Padre Victor e Nhá Chica, turismo religioso se fortalece na região

Se a fé move montanhas, ela também pode abrir novos caminhos. É no Sul de Minas Gerais, em cidades sentido Aparecida, o ponto de encontro de católicos do interior paulista, que fiéis e romeiros têm explorado novas rotas. A força dos nomes dos beatos Padre Victor e Nhá Chica é o que traz milhares de pessoas de várias partes do país em busca de milagres, agradecimentos por graças e experiências de fé.

O turismo religioso encontrou no Sul de Minas novos pontos de parada. Antes considerada um meio de chegada à terra de Nossa Senhora Aparecida pelo Caminho da Fé, a região ganhou seus próprios atrativos. No foco de novas rotas estão cidades como Baependi e Três Pontas.

Caminhos de Padre Victor

Em Três Pontas, terra onde Padre Victor viveu e deixou suas obras, os números chamam atenção. Na festa do beato de 2019, comemorada em 23 de setembro, o setor de turismo da cidade recebeu da Polícia Militar uma estimativa de fluxo de 80 mil pessoas em três dias.

“Quem não conhece se surpreende. De pensar que Três Pontas tem 57 mil habitantes. A fé move muito mesmo. A gente tem relatos das pessoas eu vêm a pé pra cá, a cavalo, pessoas que fazem sacrifício, que juntam um dinheirinho, e tratam Padre Victor como se fosse santo, não tratam como beato”.

O relato é da turismóloga Keyre Kelly Ferreira Mariano. Há anos, ela acompanha as transformações e o aumento no volume de turistas, principalmente após a beatificação reconhecida pelo Vaticano, em 2015.

A surpresa veio ao receber dados de uma pesquisa feita em 2019, ao identificar fiéis vindo não só de destinos comuns como Minas Gerais, Rio de Janeiro e São Paulo, mas de lugares mais distantes, como o Piauí.

“Este grupo vem pelo segundo ou terceiro ano, todo mês de agosto vem um ônibus. Eles visitam o memorial, participam de missa, depois vão pra Canção Nova ou Aparecida, mas passam aqui. Piauí é diferente”.

É de olho nesta movimentação que o setor de turismo tem buscado novos investimentos. O mais recente foi uma parceria com uma agência especializada em turismo religioso do interior de São Paulo.

Três Pontas entrou no mapa por um roteiro que sai de Atibaia, passa por Baependi, e chega até a cidade de Padre Victor, onde os turistas dormem. No dia seguinte, seguem para Aparecida.

“Este roteiro já é comercializado. Inclusive, a primeira atitude que a agência teve foi isso – imprimiu mais de dois mil catálogos e está enviando para dioceses do Brasil todo”, detalha Keyre.

Agora, está em etapa de desenvolvimento um aplicativo em parceria com a Associação Comercial para reunir informações sobre hospedagem, restaurantes e pontos de visitação.

“A primeira coisa é facilitar para o turista. Ele chegou na cidade, vai ter um aplicativo pra poder baixar, onde vai ter todas as informações. Desde hotel pra se hospedar, bons restaurantes, agenda cultural. Então é para interligar tudo, para que o turista seja ‘carregado no colo’”, explica o secretário de cultura, lazer e turismo, Alex Tiso Chaves.

Fé, música e café

Três Pontas há anos recebe frutos referentes a sua importante tríade – fé, música e café. A indústria cafeeira, base da economia da cidade, gera empregos e atrai visitantes de um dos municípios mais conhecidos pela produção de grãos no Sul de Minas.

Na música, os nomes ilustres de Milton Nascimento e Wagner Tiso, nascidos em Três Pontas, reforçam a tradição musical e hoje são lembrados por visitantes na Casa da Cultura e no Conservatório Municipal, que hoje atende 600 alunos de forma gratuita.

“A preocupação da secretaria tem sido de criar um vínculo com a fé, a musica e o café. A música a gente já tem a representatividade através do Milton e do Wagner Tiso, pessoas que já levam o nome da cidade de certa maneira. O café, nem precisa dizer da importância”, detalha Alex.

O secretário afirma que o turismo religioso estava esquecido na cidade. E que, além de Padre Victor, o município tem a chamada “Nossa Mãe”, outra pessoa em processo de beatificação no Vaticano.

“Com essas duas referências, Três Pontas passa a ser um polo de turismo religioso muito importante dentro desse contexto do Sul de Minas. Isso pode sim virar uma fonte de renda para o turismo na cidade. E o principal foco disso tudo é que a gente tenha essa vivência religiosa todo o ano, que a gente possa ter outras atrações para os turistas, agregando o lado religioso com a música e o café”, reforça.

Nhá Chica

Na própria igreja Nossa Senhora d’Ajuda, local onde ficam os restos mortais de Padre Victor, a imagem de Nhá Chica divide espaço na entrada principal com o beato, assim como na venda de imagens do memorial.

Mais de 130 quilômetros separam as duas cidades. No entanto, tornou-se comum para quem vem de outros estados fazer uma visita aos dois beatos do Sul de Minas.

Visitas que não começaram há pouco tempo. Parte da comissão histórica do processo de beatificação de Nhá Chica, a pesquisadora Maria do Carmo Nicoliello Pinho conta que a chamada Mãe dos Pobres atraía pessoas a Baependi ainda em vida.

“Sempre atraiu muita gente, desde o século XIX. Ela viva ainda já recebia pessoas de todas as classes sociais. Naquele tempo o nome dela já era conhecido. Para se ter uma ideia, desde 1911 já tem registro de visitas aqui pedindo graça. Ela morreu em 1895”, detalha.

Após a beatificação, tantos anos depois da morte da figura religiosa, o que atrai as pessoas à cidade de pouco mais de 19 mil habitante?

“É uma tradição que vem de família, vai passando de avós para filhos e netos. Eles sempre têm uma história de uma avó que era devota. Não é só durante a festa dela em junho. É todo dia, todo fim de semana com pessoas por aqui”.

Hoje, o turista que chega a Baependi segue até o Centro da cidade, onde fica o Santuário e a casa onde a beata morou. No imóvel simples, é possível ver a cama onde dormia, o fogão à lenha e fotos de fiéis com graças alcançadas.

Um dos itens que mais chama atenção dos visitantes é a imagem original da Imaculada Conceição, que Nhá Chica trouxe aos oito anos de idade de São João Del Rei, onde nasceu. No memorial, ao lado da casa, os fiéis têm registros em jornais, objetos e fotos que contam um pouco da história.

Anexo a toda a estrutura, o espaço da Associação Nhá Chica abriga uma escola, que atende crianças e jovens, além de menores de idade desabrigados – alguns em fila de adoção. Ali, é possível ver a continuidades das obras da beata.

Na associação, foi encontrado um potencial que deve entrar em ação em breve – o chamado “volunturismo”. Como o nome diz, a ideia é atrair turistas que estejam dispostos a fazer um trabalho voluntário com as crianças.

Rota Nhá Chica

São turistas de Minas Gerais, São Paulo, até do Sul do país. Para fortalecer os caminhos que levam à beata, uma parceria com o Sebrae inaugurou em agosto a Rota Nhá Chica.

São 220 quilômetros de Tiradentes (MG) a São Lourenço (MG), passando por Santa Cruz de Minas, São João del-Rei, Carrancas, Cruzília, Baependi, Caxambu e Soledade de Minas.

A ideia foi entregar trechos com a Estrada Real e fortalecer o turismo religioso na região, área que segundo a guia turística Ana Cristina Ribeiro deve ter uma receita de R$ 20 bilhões em 2019. A estimativa é do Ministério do Turismo.

Fonte G1 Sul de Minas

Curta a página do Conexão Três Pontas no facebook

www.facebook.com/conexaotrespontas

12729255_119502638436882_132470154276352212_n

Roger Campos

Jornalista

MTB 09816

#doadorsemfronteiras

Seja Doador de Médicos sem Fronteiras

0800 941 0808

OFERECIMENTO

Sobre o autor

Reply

shop giày nữthời trang f5Responsive WordPress Themenha cap 4 nong thongiay cao gotgiay nu 2015mau biet thu deptoc dephouse beautifulgiay the thao nugiay luoi nutạp chí phụ nữhardware resourcesshop giày lườithời trang nam hàn quốcgiày hàn quốcgiày nam 2015shop giày onlineáo sơ mi hàn quốcshop thời trang nam nữdiễn đàn người tiêu dùngdiễn đàn thời tranggiày thể thao nữ hcm