Radares móveis estão suspensos nas rodovias federais desde o dia 15

Motoristas não poderão mais ser multados por radares móveis e portáteis nas estradas federais brasileiras. Eles estão suspensos desde ontem, dia 15. A determinação do governo federal saiu no Diário Oficial da União desta quinta, 15. O despacho da presidência da República diz que a medida pretende “evitar o desvirtuamento do caráter pedagógico e a utilização meramente arrecadatória dos instrumentos e equipamentos medidores de velocidade”. Em outras palavras, a decisão dá um duro golpe na indústria da multa nas rodovias federais. A medida vale até que o Ministério da Infraestrutura “conclua a reavaliação da regulamentação dos procedimentos de fiscalização eletrônica de velocidade em vias

PF faz buscas em endereços ligados a Fernando Pimentel em operação contra crimes eleitorais e lavagem de dinheiro

A Polícia Federal (PF) realizou, na manhã desta segunda-feira (12), a Operação Monograma contra crimes eleitorais e lavagem de dinheiro. Foram cumpridos dois mandados de busca e apreensão em endereços ligados ao ex-governador de Minas Gerais Fernando Pimentel (PT). De acordo com a PF, a operação é um desdobramento da Operação Acrônimo. A corporação suspeita de delitos eleitorais, em que empresas de consultoria teriam simulado a prestação de serviços para o recebimento de vantagens ilícitas em montante superior a R$ 3 milhões. O delegado da Polícia Federal Marinho Rezende informou que notas fiscais foram emitidas por estas empresas de consultoria,

ESTUDANTES TRESPONTANOS CHEGAM NA TAILÂNDIA PARA A DISPUTA DAS OLIMPÍADAS DE MATEMÁTICA.

APÓS CAMPANHA DE ARRECADAÇÃO DE FUNDOS, ALUNOS DA REDE PÚBLICA REALIZAM O SONHO DA DISPUTA INTERNACIONAL. Alunos da Escola Estadual Monsenhor João Batista da Silveira conseguiram realizar o sonho e já estão do outro lado do mundo participando  da Olimpíada Internacional de Matemática sem Fronteiras, na cidade de Chiangmai, na Tailândia. Isso só foi possível graças a diversas campanhas de arrecadação de recursos financeiros que tiveram a adesão da comunidade como um todo, em especial Prefeitura e Câmara Municipal de Três Pontas e algumas empresas da cidade. Como é uma escola pública, muitos pais não têm condições disponíveis para arcar

EMPRESA TRAZ DIVERSOS CURSOS DE QUALIFICAÇÃO PROFISSIONAL PARA TRÊS PONTAS.

MATRÍCULAS COM PREÇOS PROMOCIONAIS SOMENTE HOJE E AMANHÃ! Três Pontas, sempre carente na geração de emprego e com uma demanda muito alta de pessoas em busca de trabalho, está tendo esta semana uma grande oportunidade de qualificação profissional com vários cursos sendo disponibilizados. De acordo com Wilson Lago, Diretor de Marketing da empresa Mundial Cursos Profissionalizantes, que está no mercado desde 2006, essa é de fato uma grande chance para os trespontanos buscarem uma qualificação profissional e aumentar as chances de colocação no mercado de trabalho. “Nós estamos em Três Pontas contando com o apoio do polo Unifran local ,

MÚSICA: Metallica e Greta Van Fleet farão quatro shows juntos no Brasil.

Além de tocar em Porto Alegre e São Paulo, banda de James Hetfield vai fazer sua estreia em Curitiba e Belo Horizonte. Esta será a décima vez do Metallica no Brasil. Metallica e Greta Van Fleet farão quatro shows juntos no Brasil. Eles serão em abril e terão também a abertura do Ego Kill Talent. Veja as datas: Dia 21: Porto Alegre, Arena do Grêmio Dia 23: Curitiba, Estádio Couto Pereira Dia 25: São Paulo, Estádio do Morumbi Dia 27: Belo Horizonte, Estádio Mineirão Os ingressos custam entre R$ 125 e R$ 780. A venda é pelo site Eventim, a partir

EXCLUSIVO: CERCA DE 50 MORADORES TÊM LUZ “CORTADA” POR DIA EM TRÊS PONTAS

HÁ UMA INADIMPLÊNCIA ELEVADA NA CIDADE, SEGUNDO A CONCESSIONÁRIA. Cerca de 50 cortes de energia por dia em Três Pontas, feito por uma empresa terceirizada. De acordo com a Cemig atualmente não se “espera” que haja duas contas vencidas para agendar o corte. “Há uma inadimplência muito alta em Três Pontas e para coibir isso, mesmo com apenas uma única conta vencida, já pode haver o corte após 15 dias, a partir do aviso prévio”, disse a concessionária de energia elétrica. A Cemig explicou ainda que não há mais a chamada “Religação de Urgência”, que tinha um custo (taxa) relativamente

CNA discute renegociação de débitos de cafeicultores com governo e bancos

A Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA) discutiu na quinta (8), em Brasília, o alongamento de contratos de custeio de produtores de café, em reunião com representantes do governo e de instituições financeiras. O encontro teve a presença do secretário de Política Agrícola do Mapa, Eduardo Sampaio, o subsecretário de Política Agrícola e Meio Ambiente do Ministério da Economia, Rogério Boueri Miranda, o diretor do Departamento de Regulação, Supervisão e Controle das Operações do Crédito Rural do Banco Central, Cláudio Filgueiras Pacheco Moreira, e representantes do Banco do Brasil, Bancoob e Caixa Econômica Federal. O setor produtivo defendeu

HISTÓRIAS DE VIDA: Casal PITER e FERNANDA é Homenageado pelo Conexão Três Pontas.

ELES COMANDAM COM MUITO AMOR E DEVOÇÃO A COMUNIDADE FÉ COM OBRAS, RESGATANDO PESSOAS ÀS MARGENS DA SOCIEDADE. O quadro Histórias de Vida, criado pelo portal Conexão Três Pontas, tem o objetivo de homenagear, em vida, pessoas de todas as classes sociais, profissões, funções ou perfis, que tenham se destacado por trabalhos relevantes ou simples, por exemplos deixados ao longo dos anos, por um legado de amizades e respeito. E hoje, estamos merecidamente homenageando, contando um pouco da história do querido casal Piter e Fernanda. Piter Vagner da Conceição nasceu em Três Pontas, em 29 de julho de 1982. É filho de Paulo

CNC solicita apoio à política cafeeira internacional

A Organização Internacional do Café (OIC) é o principal organismo intergovernamental a serviço do café, congregando governos de países produtores e importadores para, mediante cooperação internacional, enfrentar os desafios com que o segmento se depara em todo o mundo. Seus governos-membros representam 98% da produção cafeeira mundial e mais de 67% do consumo global. Diante da importância da entidade, o Conselho Nacional do Café (CNC) se reuniu, hoje (09), com a Secretária Especial Adjunta de Articulação Social da Presidência da República, Elen Mesquita, e o diretor do Departamento de Relações com Organizações Não-Governamentais da Pasta, Miguel Franco, no Palácio do

Brasil pode exportar 500 mil sacas de café solúvel a mais em 2019

As exportações brasileiras de café solúvel vêm apresentando desempenho positivo em 2019. De janeiro a julho, o setor remeteu o equivalente a 2.315.587 sacas de 60 kg ao exterior, o que implica um crescimento de 13,63% em relação ao volume de 2.037.889 sacas embarcadas no mesmo período de 2018. Os dados fazem parte do levantamento da Associação Brasileira da Indústria de Café Solúvel (Abics). Em receita, diante do cenário de baixos preços internacionais, o desempenho deste ano ainda é inferior ao registrado em 2018. Entretanto, com o avanço do volume, essa diferença foi reduzida e os valores vêm se aproximando.

ESPECIAL: Dois pais adotam 6 irmãos que passaram 5 anos em orfanato

Um casal da Pensilvânia, EUA, adotou seis irmãos que passaram quase 5 anos em um orfanato. Os pais adotivos são Steve e Rob Anderson-McLean, que estão juntos há 18 anos e se casaram legalmente em 2013. Eles adotaram Carlos, 14, Guadalupe, 13, Maria, 12, Selena, 10, Nasa, 9, e Max, de anos 7.  Os irmãos foram morar com o casal em julho de 2018 e agora, menos de um ano depois, finalmente ganharam o sobrenome da família: Anderson-McLean.   Foi um momento “extremamente emocionante”, disse Steve ao portal Good Morning America. “Quando olhei para os seis do lado de fora da sala me esperando, foi

ESPECIAL: Conheça Sete Direitos que todo PAI deveria saber

O Direito de Família, área que se dedica às questões de paternidade e maternidade, coloca o afeto e o amor como principais elementos para a constituição familiar. A Justiça também elenca direitos e deveres que os pais têm em relação aos filhos. As diversas composições familiares desafiam cada vez mais o Direito a promover igualdade nas relações humanas. Em um cenário de tantas mudanças, será que os pais têm conhecimento sobre os direitos e deveres? Com ajuda do advogado Leandro Oliveira, especialista em Direito de Família da plataforma Oi Advogado, a reportagem do E+ lista sete situações para esclarecer aos pais

PALÁCIO DAS ARTES RECEBE O ESPETÁCULO “DE COISAS QUE APRENDI COM ELIS”, COM A CANTORA ISABELA MORAIS, DIA 24 DE AGOSTO (SÁBADO).

Produção reverencia carreira da Pimentinha com grande qualidade musical e roteiro afetivo na voz e performance da cantora mineira; com apresentação única, espetáculo retorna à capital mineira depois de temporada de sucesso no Rio de Janeiro.

O Grande Teatro do Palácio das Artes recebe, no dia 24 de agosto (sábado), apresentação única do espetáculo “De Coisas que Aprendi com Elis”. No show, a cantora Isabela Morais revisita o cancioneiro consagrado por Elis Regina a partir de um roteiro íntimo e arrebatador que joga luz sobre o legado da maior intérprete da música popular brasileira. A produção mineira de Três Pontas, celeiro de artistas, traz instrumentistas de destaque na cena musical contemporânea da região: Bruno Vieira (bateria), Clayton Prósperi (piano e arranjos), Dedê Bonitto (baixo) e Ismael Tiso (guitarra). Os ingressos antecipados custam R$ 70 (inteira) e R$ 35 (meia-entrada), à venda na bilheteria do teatro e pelo site Ingresso Rápido.

Um recorte afetivo cuidadosamente construído artisticamente convida o público a repassar o repertório eternizado pela Pimentinha a partir de clássicos como “Águas de Março”, “Como Nossos Pais” e “Romaria” – e igualmente um mergulho no lado B, com músicas como “Rancho da Goiabada”, “Cobra Criada” e “Onze Tiros”. O espetáculo, que esteve em Belo Horizonte com casa lotada em 2018, retorna à capital mineira após temporada de sucesso no Rio de Janeiro, marcada pelo impacto musical da banda e pela performance arrebatadora da cantora mineira, além de apuro visual de luz, figurino e cenário (inspirado no álbum “Elis, essa mulher”).

“De um ano pra cá, o roteiro amadureceu muito ao longo dos shows. Algo que o público poderá notar”, conta Isabela Morais. Assim, o espetáculo traz uma narrativa que permeia as canções, amarradas por memórias afetivas que se mesclam com o legado de Elis e com a própria história da cantora gaúcha, suas posições e o contexto histórico de sua obra. “O roteiro consegue trazer a obra de Elis pro agora no exercício de rememorá-la. Ao contar a história da Elis no palco, contamos a história do Brasil e o que ainda dele ressoa em nós.”

“De coisas que aprendi com Elis” transita entre diferentes fases de uma das maiores intérpretes do mundo, homenageando um cancioneiro que parece sempre dialogar com realidade social do país – desfilam no repertório temas de Tom Jobim, Chico Buarque, Ary Barroso, Vinícius e Baden, João Bosco, Ivan Lins, Rita Lee, Belchior, dentre outros. À frente da desafiadora tarefa está Isabela Morais, 31 anos, cantora de interpretação autêntica, técnica e expressiva, com trajetória em projetos da MPB (a exemplo da turnê do disco “E a gente sonhando”, com Milton Nascimento) ao rock (como o Ummagumma The Brazilian Pink Floyd, tributo que arrasta multidões há mais de 15 anos). Cantar Elis torna-se assim uma retribuição por um aprendizado de referências de palco e de vida.

Aprender com Elis e encontros

“De Coisas que Aprendi com Elis” não se propõe a simular a figura da cantora, mas emerge no palco um aprendizado sincero, ora íntimo, ora catártico. Por fim, o talento de Isabela Morais traz naturalmente Elis ao palco, em sua força que atravessa tempos e segue emocionando públicos de diferentes gerações. Do desejo de ser estrela do rádio aos festivais, do samba e bolero à bossa nova, de um olhar moderno sobre o passado à descoberta de jovens talentos nos anos 60 e 70. Sempre inquieta, Elis é o próprio espelho da MPB em sua inventividade, busca de novas linguagens e diálogo com a vida social brasileira. E é isso que emerge do espetáculo a partir de um roteiro no qual Isabela Morais – nascida seis anos após Elis falecer – costura tempos e afetos.

Da emoção de “Atrás da Porta” ao suingue de “Aprendendo a Jogar”, o espetáculo deixa clara a importância dos encontros na trajetória de Elis. E dois deles têm destaque: com o maestro Tom Jobim, através de clássicos como “Chovendo na Roseira” e “Águas de Março”, e com Milton Nascimento, numa irmandade que se concretizou no mergulho da cantora gaúcha pela riqueza musical das Minas e do Clube da Esquina, em temas como “Caxangá” e “Vento de Maio” – no show, essa passagem afetuosa ainda é brindada com um medley de temas mineiros pelo quarteto instrumental.

Música contra o esquecimento

O repertório de Elis parece sempre olhar para um país em dívida consigo mesmo. Tendo sua carreira cravada exatamente no período de exceção que se estende de 1964 (quando chega ao Rio) ao início da abertura política do início dos anos 80, a artista cantou um país que muitas vezes teima em esquecer sua história e virar as costas para seu povo. Temas como “Mestre Sala dos Mares” e “Onze Tiros” são emblemáticas por trazerem à tona lutas e histórias que não podemos esquecer jamais, assim como não naturalizar os tiros que seguem ressoando..

Para Isabela, repassar em show esse legado de Elis é um constante aprendizado. “Eu estou em processo de gravação do meu primeiro disco, enquanto esse show ganha os palcos. E a experiência é riquíssima, porque cantar Elis é pensar sobre suas escolhas estéticas. O que contemplar de cada compositor é um processo de aprendizado importantíssimo”, conta. “Construir um repertório nos dias de hoje é demonstrar a capacidade de Elis de há mais de 30 anos entoar canções que são capazes de nos ajudar a pensar e sentir o Brasil de agora. – uma coisa que é ao mesmo tempo vigorosa e num constante tensionamento, visto que Elis construiu toda a sua carreira durante um estado de exceção”, avalia. Temas como “O Bêbado e a Equilibrista”, por outro lado, mostram que vale a pena apostar na esperança.

Ficha Técnica:

Isabela Morais – intérprete, argumento e direção musical

Clayton Prósperi – piano, arranjos

Dedê Bonitto – contrabaixo, arranjos

Bruno Vieira – bateria

Ismael Tiso – guitarra

Realização: Verdes Eventos

Produção: Maria Isabel Silva

Assistente de Produção e Mídias: Mayara Carvalho

Técnico de Monitor e PA: Mazinho Nogueira

Roadie (assistente de palco): Marco Véio

Cenografia: Espaço Ficção

Iluminação: Desenho Cênico

Assessoria de Imprensa: João Marcos Veiga

Sobre os músicos

Isabela Morais é cantora, compositora, produtora cultural, atuando desde cedo na carreira artística. Idealizadora, vocalista e instrumentista na banda Marginália. Backing vocal da Ummagumma The Brazilian Pink Floyd há 16 anos. Participou da gravação do álbum e da turnê do projeto “E a gente sonhando” (2010-2011) de Milton Nascimento. Ao lado do Trio Ogã (SP), se apresentou em importantes casas e instituições, como o MIS SP, com tributos a Vinicius de Moraes e Ary Barroso. Atualmente grava seu primeiro álbum solo, “Do Absurdo”.

Bruno Vieira é baterista, percussionista e professor. Já acompanhou diversos músicos e trabalhos nos mais importantes festivais do país. Integra o Grupo de Choro Brasileirinhos (Varginha-MG) e é diretor da empresa Segue o Som Produção Musical.

Clayton Prósperi é compositor, músico, professor de piano, arranjador, intérprete e cantautor. Formado em piano erudito na UFMG, tocou e cantou ao lado de grandes nomes como Milton Nascimento, Toninho Horta, Fredera e Lenine. Sua composição autoral “Eu Pescador”, em parceria com Haroldo Jr., foi gravada por Milton Nascimento e Wagner Tiso no álbum “E a Gente Sonhando”. Atualmente é integrante do grupo sul mineiro Compasso Lunnar com obras autorais e grava seu primeiro álbum solo.

Dedê Bonitto é músico mineiro, professor, contrabaixista, produtor e diretor musical, atuando em projetos e gravações diversas no Sul de Minas, Salvador, São Paulo e já tendo tocado com grandes nomes da música brasileira, entre eles Wagner Tiso. É integrante do Quartetto Sentinela.

Ismael Tiso Jr. é compositor e multi-instrumentista natural de cidade de Três Pontas (MG). Em 2004 gravou no DVD Pietá de Milton Nascimento a faixa bônus “Paciência”, com a participação do compositor Lenine. Iniciavam-se então trabalhos com gravações e shows por todo Brasil acompanhando Milton, jornada que teve como seu ponto mais alto a gravação de uma das canções do jovem compositor (“do samba, do jazz, do menino e do bueiro”) no álbum “…e a gente sonhando”, lançado em 2010 pelo ilustre conterrâneo e padrinho musical. Em 2016 Ismael marca sua estreia como compositor lançando o primeiro disco solo, “Ventos do Sul,”. Desde 2016 integra o grupo Compasso Lunnar e atualmente grava seu segundo álbum.

Serviço

“De coisas que aprendi com Elis” – c/ Isabela Morais – Palácio das Artes – BH (MG)

Quando: 24 de agosto (sábado), às 21h

Onde: Grande Teatro do Palácio das Artes (Av. Afonso Pena, 1537 – Centro – BH)

Quanto: 1° lote: R$ 70 (inteira) e R$ 35 (meia) | 2° lote: R$ 90 (inteira) e R$ 45 (meia)

Vendas: Bilheteria do Teatro (segunda à sábado, 10h às 21h, domingo de 17h às 20h)

Vendas online: https://www.ingressorapido.com.br

Duração: 1h50

Classificação: livre

Redes sociais: Facebook: fb/decoisasqueaprendicomElis/

Instagram: @aprendicomelis

Informações: (31) 3236-7400 (bilheteria). (35) 99971-5998 (produção)

 

Fonte: João Marcos Veiga (31) 9.8788.4534 | joaomarcosveiga@gmail.com

 

Curta a página do Conexão Três Pontas no facebook

www.facebook.com/conexaotrespontas

12729255_119502638436882_132470154276352212_n

Roger Campos

Jornalista

MTB 09816

#doadorsemfronteiras

Seja Doador de Médicos sem Fronteiras

0800 941 0808

OFERECIMENTO

Sobre o autor

Reply

shop giày nữthời trang f5Responsive WordPress Themenha cap 4 nong thongiay cao gotgiay nu 2015mau biet thu deptoc dephouse beautifulgiay the thao nugiay luoi nutạp chí phụ nữhardware resourcesshop giày lườithời trang nam hàn quốcgiày hàn quốcgiày nam 2015shop giày onlineáo sơ mi hàn quốcshop thời trang nam nữdiễn đàn người tiêu dùngdiễn đàn thời tranggiày thể thao nữ hcm