RESUMÃO – SEMANA 3 DA LIBERTADORES

Brasileiros invictos na terceira rodada e goleadas para os mandantes Na terça-feira, alguns brasileiros entraram em campo e todos saíram com três pontos. O Atlético-MG fez 4 a 0 no Cerro Porteño no Mineirão, o Santos recebeu o The Strongest na Vila Belmiro por 5 a 0. Fora de casa, o Palmeiras fez 2 a 1 no Defensa y Justicia na Argentina e o Flamengo derrotou a LDU no Equador por 3 a 2. O Racing Club e o São Paulo duelaram no Cilindro em Avellaneda. A partida acabou em 0 a 0. Já no Beira-Rio, o Internacional aplicou 6

PREOCUPAÇÃO SOCIAL: AGROCP e Funcionários fizeram importante doação para a NOSSA Santa Casa

Muita gente tem procurado ajudar a Santa Casa de Misericórdia do Hospital São Francisco de Assis, desde pessoas físicas até diversas empresas. Se é que existe um lado positivo nesta terrível pandemia é o de fazer a sociedade enxergar que hospitais são mais importantes que os estádios e o quão valorizados e reconhecidos devem ser todos os “guerreiros” da área de saúde, desde os profissionais da limpeza aos médicos e diretores. No mês de abril muitas doações foram encaminhadas até o HSFA. E uma delas mostra, mais uma vez, toda a preocupação social da empresa AgroCP. A empresa enquanto instituição,

Olhar Social: Presidente da Câmara solicita inclusão de grupos prioritários na vacinação contra a covid e também foca na arrecadação de alimentos

O presidente da Câmara Municipal de Três Pontas, Vereador Maycon Douglas Vítor Machado, que, para da Casa Legislativa, bem como na preocupação com as questões sociais do município, encaminhou recentemente alguns ofícios ao Executivo Municipal solicitando a inclusão de grupos prioritários na vacinação contra a covid-19 em Três Pontas. O legislador também sugeriu que se fosse atrelada ao trabalho de imunização, de forma opcional, a arrecadação de alimentos para atender famílias carentes do município. No pedido feito pelo presidente Maycon Douglas Machado ao prefeito Marcelo Chaves Garcia está a inclusão dos portadores de Síndrome de Down por serem mais vulneráveis

Corpo de bombeiros usa novas tecnologias para tentar encontrar idoso desaparecido em Três Pontas 

VALDIVINO MIGUEL CORREIA DESAPARECEU NO ÚLTIMO DIA 02 DE MAIO NA REGIÃO DO QUILOMBO N. SRA. DO ROSÁRIO. O Corpo de Bombeiros de Varginha está empenhado nas buscas pelo senhor Valdivino Miguel Correia, desaparecido desde o início deste mês. O professor João Victor Mendes pediu a intervenção do deputado federal Diego Andrade no caso. O parlamentar contactou o alto comando do Cobom pedindo que empreguem todas as tecnologias com o objetivo de localizar e devolver o idoso, que sofre de alzheimer, ao convívio de sua família.   Ele tem 80 anos e é conhecido como Divino da Prata ou Divino do

Três Pontas chega a 81 mortes por covid-19 segundo Boletim Epidemiológico

Número total de casos é de 3.840 positivados. Curados já somam 3.230. A Prefeitura Municipal de Três Pontas divulgou em sua página oficial o Boletim Epidemiológico desta quarta-feira (05) trazendo não apenas o aumento no número de contaminados, mas também o número de curados. O total de óbitos subiu com a confirmação de mais duas mortes. Ao todo, desde a confirmação do primeiro caso de coronavírus em Três Pontas, onde esse primeiro caso (uma mulher com comorbidades) chegou a óbito no dia 17 de abril de 2020, a cidade já contabiliza 3.840 pessoas contaminadas pela covid-19. Desse total, 3.230 já se

Bebês, funcionária e professora são mortas em ataque a creche em Santa Catarina

Quem é o autor do ataque a creche em SC que deixou cinco mortos? Quem são as vítimas adultas? O caso ocorreu por volta das 10h desta terça-feira, quando um jovem invadiu a Escola Infantil Pró-Infância Aquarela, em Saudades, no Oeste de Santa Catarina e desferiu golpes contra adultos e crianças com um facão. De acordo com a Polícia Civil, duas crianças morreram no local e uma, após atendimento médico no hospital do município. Todas tinham menos de dois anos de idade. Também foram vítimas fatais desse ataque a professora Keli Adriane Anieceviski de 30 anos e a funcionária Mirla

Covid-19: Mais 10,9 milhões de doses de vacina foram entregues no fim de semana no país

Fiocruz disponibilizou 6,5 milhões de doses na última sexta-feira Entre esta sexta-feira (30) e o domingo (2) foram disponibilizadas no país 10,9 milhões de doses de vacinas contra a covid-19. Na sexta-feira foram entregues 6,5 milhões de doses da vacina Oxford/AstraZeneca, produzida pela Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), além de 420 mil da CoronaVac, parceria entre o Instituto Butantan e a farmacêutica chinesa Sinovac. No domingo (1º), chegaram 220 mil doses da Oxford/AstraZeneca importadas por intermédio do consórcio Covax Facility, coordenado pela Organização Mundial da Saúde (OMS). No domingo, uma nova remessa desse imunizante, também obtida junto ao consórcio Covax Facility,

Sul de Minas recebe mais 78 mil doses de vacinas contra a Covid-19

Doses da Astrazeneca e da Coronavac fazem parte da 15ª remessa enviada pelo Programa Nacional de Imunização (PNI). O Sul de Minas recebeu mais 78.360 doses das vacinas Astrazeneca e Coronavac contra a Covid-19. As vacinas fazem parte da 15ª remessa enviada pelo Programa Nacional de Imunização (PNI). Segundo o governo de Minas, as doses começam a ser distribuídas para as regionais de saúde da região na próxima segunda-feira (3). Ao todo serão destinadas para a região 76.500 doses da Astrazeneca e outras 1.860 da Coronavac. Em todo o estado, serão distribuídas 578 mil doses da AztraZeneca e 11.800 da

CORONAVÍRUS: Mês de abril de 2021 foi o mais letal desde o início da pandemia em Três Pontas, com 24 óbitos.

CONEXÃO FAZ UM RAIO-X DAS MORTES POR COVID-19 NO MUNICÍPIO O mês de abril de 2021 foi o que mais registrou mortes por covid 19 em Três Pontas desde o início da pandemia, em março de 2020. De lá para cá, até hoje, 03 de Maio de 2021, 79 pessoas morreram em decorrência de complicações provocadas pelo coronavirus no município. É o que afirma o Boletim Epidemiológico da Prefeitura Municipal de Três Pontas. A primeira morte provocada pelo coronavirus no município, segundo a Secretaria Municipal de Saúde, ocorreu no dia 17 de abril de 2020, vitimando uma idosa de 72

RESUMÃO – SEMANA 2 DA LIBERTADORES por Gabriel Lemos

Terça-feira de goleadas, brasileiros vencem, com exceção do Santos que se complica na competição Os brasileiros tiveram uma semana de luxo na Libertadores. Na terça-feira o Atlético-MG derrotou o América de Cali no Mineirão, vencendo por 2 a 0, o Flamengo goleou o Unión La Calera do Chile no Rio de Janeiro por 4 a 1, o Internacional fez 4 a 0 no Deportivo Táchira no Beira-Rio e o Palmeiras fez 5 no Independiente del Valle. Nesse dia apenas o Santos jogou fora do país e perdeu por 2 a 0 para o Boca Juniors. Na quarta-feira, o Fluminense viajou

COLAPSO: Pacientes com Covid-19 lotam Enfermaria e UTI da Santa Casa de Três Pontas; Mortos sobem para 79

Número total de casos é de 3.765 positivados. Curados já somam 3.216. A Prefeitura Municipal de Três Pontas divulgou em sua página oficial o Boletim Epidemiológico desta segunda-feira (03) trazendo não apenas o aumento no número de contaminados, mas também o número de curados. O total de óbitos subiu com a confirmação de mais duas mortes. Um dos dados que mais preocupa as autoridades de saúde é a superlotação da Santa Casa de Três Pontas. UTI e Enfermaria já enfrentam colapso. Ao todo, desde a confirmação do primeiro caso de coronavírus em Três Pontas, onde esse primeiro caso (uma mulher com

Fã da sétima arte, trespontano Milton Nascimento terá sua vida contada em filme

Projeto está em estágio embrionário, mas a Gullane, responsável pela empreitada, aventa que longa pode estrear em 2023 O fã que acompanha a vida de Milton Nascimento para além da potência de sua produção musical sabe que a relação do cantor e compositor com a sétima arte não pleiteia menos que o adjetivo “visceral”. Não raro, este mineiro, trespontano de coração, cita “Jules e Jim” (1962), de François Truffaut (1932-1984), como um dos filmes basilares de sua formação cultural. As páginas biográficas dedicadas ao artista contam que foi no dia em que, junto a Marcio Borges, assistiu à produção francesa

CONEXÃO INVESTIGAÇÃO: Coronavírus segue matando, assim como outras tantas doenças e causas. Mas por que ninguém fala nada?

Reportagem especial mostra que há muito com o que se preocupar, além do vírus chinês.

O Brasil segue vivendo diariamente o drama provocado pela maior pandemia de sua história. E não é uma exclusividade nacional. O coronavirus tem provocado caos e mortes mundo afora. Está diariamente em todos os veículos de comunicação. É assunto inesgotável. Está em todos os lugares, o tempo todo. A questão que deve ser levada em consideração é que, não desmerecendo e não tratando o coronavirus como uma mera gripe, há outras diversas causas de mortes diárias no Brasil que não são levadas em conta, não são informadas, dando a impressão de não terem a menor importância ou relevância. Neste 22 de abril, Dia do Descobrimento, ousamos buscar descobrir a verdade dos fatos.

O Brasil é um país continente, com mais de 220 milhões de habitantes. tem suas características próprias, Como o clima, ocupação por metro quadrado, distribuição de renda, acesso à educação e à saúde muito dificultados, extremos dentro do próprio território e uma série de situações, como a velha política, que tornam tudo aqui mais moroso, difícil e polêmico. 

A Itália tem hoje 62 milhões de habitantes. A França tem 67 milhões. A Espanha tem 46 milhões. Argentina tem 44 milhões. E Portugal, pouco mais de 10 milhões de habitantes. O Brasil tem praticamente a população de todos esses países juntos. Lógico que tudo aqui no Brasil toma uma proporção maior. Vacinar 220 milhões de pessoas é muito mais complicado do que vacinar 40 milhões. O governo federal já distribuiu mais de 50 milhões de vacinas.  quantidade que seria suficiente para vacinar toda a Espanha ou toda Argentina.

Aqui no Brasil, neste nosso lindo país continente,  apesar dos índices elevados de contaminação e de mortes pela covid-19 o coronavirus está longe de ser o único vilão. Veja o levantamento feito pelo conexão Três Pontas sobre outras causas de mortes no Brasil em 2020:

_ Mortes no Trânsito

De acordo com o Portal do Trânsito em 2020, 80 pessoas morreram por dia em consequência de acidente de trânsito no país. 

_ Mortes Violentas

O Brasil teve uma alta de 5% nos assassinatos em 2020 na comparação com 2019, após dois anos consecutivos de queda. É o que mostra o Índice Nacional de Homicídios. No ano passado, foram registradas 43.892 mortes violentas, contra 41.730 em 2019. Ou seja, 2.162 mortes a mais. Estão contabilizadas no número as vítimas de homicídios dolosos (incluindo os feminicídios), latrocínios e lesões corporais seguidas de morte.

_ Mortes por Câncer 

O Câncer é a principal causa de morte e uma importante barreira para aumento da expectativa de vida em todos os países do mundo. De acordo com estimativas da Organização Mundial de Saúde (OMS) em 2019 e 2020 o câncer foi a primeira ou segunda causa de morte antes dos 70 anos em 112 dos 183 países e ocupa o terceiro ou quarto lugar em mais 23 países. O crescente destaque do câncer como uma das principais causas de morte reflete, em parte, declínio acentuado nas taxas de mortalidade por doenças do cérebro e cardiovascular, envelhecimento e crescimento populacional e as mudanças na prevalência e distribuição dos principais fatores de risco, vários dos quais são associados ao desenvolvimento socioeconômico. Os dados publicados de expectativa para 2020 registraram uma incidência de aproximadamente 19 milhões de casos de câncer em todo mundo, com 10 milhões de mortes. Mais de 60% dos casos de câncer se concentram nos 10 tipos mais frequentes, sendo responsáveis também por 70% de todas as mortes. 

Uma pesquisa divulgada, feita pela Agência Internacional para Pesquisa sobre Câncer (Iarc na sigla em inglês), mostrou um panorama da doença em todo o mundo. Segundo o levantamento, 2020 chegará ao fim com 19,3 milhões de novos casos registrados e 10 milhões de óbitos. A agência intergovernamental faz parte da Organização Mundial de Saúde das Nações Unidas (OMS). A entidade calcula que mais de 690 mil pessoas morreram de câncer em 2020. 

Atualmente, 7,6 milhões de pessoas no planeta morrem em decorrência da doença a cada ano. Dessas, 4 milhões têm entre 30 e 69 anos.

No Brasil, o número de novos casos foi de 522.212, com aproximadamente 260.000 mortes por câncer em 2020.

_ Mortes por Tuberculose

O Brasil ainda registra 200 novos casos de tuberculose por dia, segundo dados do Ministério da Saúde. A tuberculose é uma doença grave e está entre as 10 causas de morte no mundo: são 10 milhões de casos por ano e mais de 1 milhão de óbitos.

No Brasil, em 2019, foram registrados 73.864 mil casos novos da doença. A taxa de mortalidade caiu cerca de 8% na última década.

_ Mortes por Dengue

Os casos de dengue registrados no Brasil em 2020 aumentaram 600%, com mais de 800 mortes. De Janeiro até 24 de agosto de 2020 foram registrados 1,4 milhão de casos, 6 vezes mais do que o registrado no mesmo período de 2019, quando foram registrados 205.791 casos. Pelo menos 14 estados brasileiros estiveram em situação de epidemia. Em Minas Gerais o índice foi de 2.200 casos a cada 100 mil habitantes, o pior índice de todo Brasil.

_ Mortes por Doenças Cardiológicas

Até o dia 20 de abril de 2020 foram 121.620 no Brasil. Por mês são cerca de 22.100 mortes. Por dia são, em média, 1.092 mortes. AS DOENÇAS CARDIOVASCULARES MATAM UMA PESSOA A CADA 90 SEGUNDOS NO BRASIL. POR QUE NÃO SÃO CONSIDERADAS UMA EPIDEMIA? 

De acordo com o Cardiômetro da Sociedade Brasileira de Cardiologia, de 01/01/2020 a 05/04/2020, cerca de 104 mil pessoas foram a óbito em decorrência de alguma doença relacionada ao aparelho cardiovascular no Brasil. Ou seja, a cada 90 segundos uma pessoa morreu em decorrência das doenças cardiovasculares em nosso país. Nesse mesmo período, a infecção pelo coronavírus levou a óbito cerca de 62.784 pessoas no mundo inteiro, de acordo com o relatório da OMS.

Não é difícil perceber que as doenças cardiovasculares mataram, somente no Brasil, quase o dobro do que o coronavírus matou no mundo em 2020. O mesmo raciocínio pode ser aplicado para outras doenças como a tuberculose e a malária, e para causas externas como violência e acidentes de trânsito. Esses números permitem entender o questionamento feito inicialmente: por que essas doenças, em especial as doenças cardiovasculares, também não são consideradas uma epidemia?

De acordo com um estudo de pesquisadores da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), do Hospital Alberto Urquiza Wanderley e da Sociedade Brasileira de Cardiologia (SBC), o número de mortes por doenças cardiovasculares cresceu até 132% no Brasil durante a pandemia.

_ Mortes por Doenças Cerebrais

A cada seis segundos alguém, em algum lugar, morre de AVC. Segundo a Organização Mundial da Saúde, o acidente vascular cerebral AVC é a segunda maior causa de morte no mundo, ficando atrás da doença isquêmica cardíaca.

​São seis milhões de mortes a cada ano. No Brasil o AVC é a segunda causa de morte e incapacidade, com um enorme impacto econômico e social. Cerca de 30% das pessoas que sofrem um AVC não retornam ao trabalho depois do acidente vascular cerebral e 50% ficam dependentes de outras pessoas no dia a dia.

Conclusão

A conclusão que se pode chegar é que uma série de fatores, como interesses político-eleitorais e financeiros, acentuaram fortemente a divulgação e a forma como o coronavirus é tratado no Brasil se comparado com outras causas de morte. parece ser interessante tanto para boa parte da classe política quanto para a imprensa que se instaure o caos, que se propague o medo a qualquer custo, simplesmente para devolver ou manter o poder àqueles que não vivem sem ele. 

A pandemia de coronavírus, frisamos, é a mais grave da nossa história e deve ser encarada desta forma, mas sem distorcer sua realidade, seus dados e seu combate. Tão importante quanto continuarmos mantendo o distanciamento social, usando máscara e álcool em gel é que parem de politizar a pandemia, alguns parem de fingir que estão aplicando a vacina, parem de transferir responsabilidades, parem de inflacionar o número de mortes, parem de atestar “todas” as mortes tendo como causa a covid-19, parem de pensar nas eleições de 2022 e comecem realmente a cuidar do povo brasileiro. Afinal de contas, eleitor morto por covid-19, por câncer, por AVC, por acidente de trânsito, pela violência ou por qualquer outra causa não vai às urnas e não vota. Pelo menos não oficialmente.

Fontes de Pesquisa: Portal do Trânsito / Atlas da Violência / Ministério da Saúde / OMS / Gazeta / BBC / Exame / G1 / Instituto do Coração / Instituto de Oncologia / BandNews / Denatran 

#conexãotrêspontas #notícia #opinião #comentando #polêmica #jornalismo #informação #comportamento #fato #pandemiacoronavirus #uti #rogercampos #minasgerais #suldeminas #Conexão #reportagem #notícias #Covid19 #distanciamentosocial #instagram #twitter #saúde #educação #política #economia #governofederal #trêspontas #vacinacontracovid19 #bolsonaro #coronavac

Curta a página do Conexão Três Pontas no facebook

www.facebook.com/conexaotrespontas

12729255_119502638436882_132470154276352212_n

Roger Campos

Jornalista

MTB 09816

#doadorsemfronteiras

Seja Doador de Médicos sem Fronteiras

0800 941 0808

OFERECIMENTO

 

 

Sobre o autor

Reply

shop giày nữthời trang f5Responsive WordPress Themenha cap 4 nong thongiay cao gotgiay nu 2015mau biet thu deptoc dephouse beautifulgiay the thao nugiay luoi nutạp chí phụ nữhardware resourcesshop giày lườithời trang nam hàn quốcgiày hàn quốcgiày nam 2015shop giày onlineáo sơ mi hàn quốcshop thời trang nam nữdiễn đàn người tiêu dùngdiễn đàn thời tranggiày thể thao nữ hcm