LUTO: TRÊS PONTAS REGISTRA A SÉTIMA MORTE POR COVID-19

Idoso de 88 anos tinha comorbidades. Ele é o primeiro homem que falece por conta do coronavírus em Três Pontas; Outros seis óbitos envolveram mulheres. A Prefeitura Municipal de Três Pontas divulgou em sua página oficial o Boletim Epidemiológico desta segunda-feira (21) trazendo não apenas o aumento no número de contaminados e de curados, mas, infelizmente, também mais uma morte. Com o óbito de hoje o total é de sete vítimas fatais do coronavírus na cidade. O idoso de 88 anos de idade estava internado no Hospital São Francisco de Assis e sofria de hipertensão arterial e doença no coração.

Prefeitura abre inscrições para concurso com salários de quase R$ 4 mil em Nazareno

As inscrições abrem nesta segunda-feira (21) e vão até o dia 20 de outubro. A Prefeitura de Nazareno (MG) está com inscrições abertas para um concurso municipal com 13 vagas para 12 cargos. Os níveis de escolaridade vão de ensino médio incompleto até ensino superior completo. Os salários são de pouco mais de R$1 mil até quase R$ 4 mil. As oportunidades são para cargos como agente de administração, auxiliar de obras e serviços urbanos, auxiliar de serviços gerais, controlador interno, engenheiro civil, médico plantonista, motorista, pedreiro, pintor/letreiro, operador de máquinas pesadas, terapeuta ocupacional e veterinário. As provas serão realizadas

HISTÓRIAS DE VIDA: “Sá Nenê” completa 100 anos e é Homenageada pelo Conexão Três Pontas

Uma lenda, uma mulher incrível, cuja vida é pautada no amor e na fé. Centenária é muito querida na cidade de Três Pontas. O quadro Histórias de Vida, criado pelo portal Conexão Três Pontas, tem o objetivo de homenagear, em vida, pessoas de todas as classes sociais, profissões, funções ou perfis, que tenham se destacado por trabalhos relevantes ou simples, por exemplos deixados ao longo dos anos, por um legado de amizades e respeito. E hoje estamos, merecidamente, homenageando, contando um pouco da história da querida “Sá Nenê” que está celebrando 100 ANOS DE VIDA! Maria Ramos de Jesus Moreira, conhecida como

SUA CONTA DE LUZ VEIO MUITO ALTA? SAIBA COMO CHECAR O SEU CONSUMO – Gabriel Ferreira

E entenda como reclamar do valor Com a pandemia, você teve que ficar em casa como forma de evitar de ser contaminado (a) e/ou contaminar outras pessoas. Sem poder ver seus familiares, amigos e o (a) crush, como você passou seu tempo? Trabalhando em home office, navegando pela internet vendo diversos memes e vídeos, assistindo filmes e séries, zerando muitos jogos com seu videogame, etc. E com certeza você fez tudo isso durante o dia e a noite, sem parar praticamente. Passado alguns meses, você recebeu a sua última conta de luz e para sua surpresa: “A minha conta veio muito

TEMPO DA VIDA por JUAREZ ALVARENGA

Contemplar o tempo é elevar a si mesmo. Sua sabedoria contida é como uma biblioteca, com exemplares a nossa disposição. É no tempo que está nosso estigma e é com ele que construímos nossa história. A obediência ao tempo da vida chega a nos escravizar, mas é com ela que libertamos das senzalas promiscuas, como os pássaros da gaiola, a procura de conquistas inteligentes. Em toda história humana há cicatrizes que insistem em perpetuar no tempo, porém com o seu decorrer vai deteriorando lentamente. Brincar com o tempo é como a noite estrelada que brinca com o dia solar, disputando

PESADELOS E SONHOS por Nilson Lattari

E então acordamos suando frio, com aquela sensação de que ainda estamos voltando à realidade, lembrando de algo que aconteceu mas não está mais ali. Pesadelos têm vida curta e nos assustam, deixam um pressentimento, uma sensação de aviso, uma premonição. Sonhos maravilhosos também, na mesma medida nos encantam, nos embalam, e a sensação de que ele poderia ser realidade é um desejo que fica perdurando ao longo do dia. Assim como nos sonhos não podemos continuar vivendo, nos pesadelos a nossa presença não é desejada. O mundo real e o mundo irreal são assim, construídos de pesadelos e sonhos.

Começou hoje a Vacinação Antirrábica em Três Pontas; Veja os locais e horários

A Prefeitura Municipal de Três Pontas informou que começou hoje, 19 de setembro, a Campanha de Vacinação Antirrábica no município. Veja o cronograma e leve seu “pet” para receber a dose da vacina: CRONOGRAMA Dia 19 de Setembro Zona Urbana – Das 9h às 15h / Zona Rural  – Das 7h às 14h – Praça do Cruzeiro (Bairro Padre Victor); – E. M. João B. da Silva; – Quadra (Bairro Santa Edwiges). Dia 20 de Setembro Zona Urbana – Das 9h às 15h / Zona Rural – Das 7h às 14h – Praça Ana Rita (Bairro Peret); – Laticínios Cocatrel;

FESTA DE 115 ANOS DE MORTE DO BEATO PADRE VICTOR ACONTECE EM FORMATO ONLINE

Evento chega a receber cerca de 60 mil turistas por ano, mas teve que se adaptar por conta da pandemia de coronavírus. As celebrações do aniversário de morte de 115 anos do beato Padre Victor, em Três Pontas (MG), começaram no dia 14 de setembro. O evento segue até 23 de setembro e ganhou uma versão online, com celebrações presenciais apenas para moradores de Três Pontas e transmissão pela internet para os demais fiéis. Todo ano, a festa recebe cerca de 60 mil turistas por ano e agora teve que ser adaptada por conta da pandemia do coronavírus. Com isso,

Testes da vacina BCG contra Covid começam em outubro no Brasil

A Fiocruz começa agora em outubro os testes com a vacina BCG para verificar se a vacina já usada para prevenir tuberculose poderá proteger contra a Covid-19. Os primeiros testes serão feitos em 3 mil profissionais de saúde nos estados do Mato Grosso Sul e do Rio de Janeiro, em parceria com o Instituto de Pesquisa Infantil Murdoch, da Austrália. O estudo será financiado pela Fundação Bill e Melinda Gates. “Todos os voluntários passarão por exames para verificar se há ou não a presença do vírus no organismo. As pessoas aprovadas para o estudo receberão a cepa da BCG dinamarquesa.

Minas terá prioridade na compra de vacina da Covaxx

Minas vai investir cerca de R$ 30 milhões para o desenvolvimento de estudo clínico para validar a vacina UB-1612 elaborada pela Covaxx, uma unidade da United Biomedical, empresa internacional com unidades nos EUA, China e Taiwan.  A vacina terá estudos clínicos no Brasil conduzidos pelo laboratório Diagnósticos da América (Dasa). A previsão é que o protocolo de testes seja submetido à Anvisa em dezembro. A Federação das Indústrias de Minas Gerais (Fiemg) divulgou nesta segunda-feira (14) que está mobilizando recursos para o desenvolvimento da vacina. Além da federação, a Dasa, o grupo de saúde Mafra, a MRV, a Localiza Hertz e

Ipea: Inflação dos mais pobres sobe com alimentos e a dos mais ricos cai

Enquanto a taxa de inflação das famílias mais pobres apontou alta de 0,38% em agosto, a faixa de renda mais alta registrou uma deflação de 0,1% A inflação dos alimentos e a deflação dos serviços, em meio à recessão provocada pela pandemia de covid-19, levaram o Indicador Ipea de Inflação por Faixa de Renda de agosto a mostrar uma pressão inflacionária maior para as famílias mais pobres. Em agosto, enquanto a taxa de inflação das famílias mais pobres apontou alta de 0,38%, a faixa de renda mais alta registrou uma deflação de 0,1%, Ipea (informou o Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada) nesta segunda-feira

COVID-19 ‘do futuro’ deverá ser sazonal como outros vírus respiratórios, sugerem pesquisadores

Artigo publicado nesta terça-feira (15/9) indica que, após imunidade coletiva ser atingida, Sars-CoV-2 poderá ser mais problemática em determinadas épocas do ano Já conhecemos diversos vírus que causam mais problemas em determinadas estações do ano, como o da influenza e o vírus sincicial respiratório (RSV) no inverno ou o da parainfluenza em setembro para o Hemisfério Sul. Segundo um artigo publicado nesta terça-feira (15/9) no periódico Frontiers in Public Health, tudo indica que, no futuro, o novo coronavírus também se tornará uma doença respiratória sazonal, possivelmente trazendo mais problemas no inverno — mas isto apenas depois que a imunidade coletiva para a nova doença seja atingida por

COVID-19 ‘do futuro’ deverá ser sazonal como outros vírus respiratórios, sugerem pesquisadores

Artigo publicado nesta terça-feira (15/9) indica que, após imunidade coletiva ser atingida, Sars-CoV-2 poderá ser mais problemática em determinadas épocas do ano

Já conhecemos diversos vírus que causam mais problemas em determinadas estações do ano, como o da influenza e o vírus sincicial respiratório (RSV) no inverno ou o da parainfluenza em setembro para o Hemisfério Sul. Segundo um artigo publicado nesta terça-feira (15/9) no periódico Frontiers in Public Health, tudo indica que, no futuro, o novo coronavírus também se tornará uma doença respiratória sazonal, possivelmente trazendo mais problemas no inverno — mas isto apenas depois que a imunidade coletiva para a nova doença seja atingida por vias naturais ou por meio de uma vacina. O trabalho foi fruto de uma revisão de estudos anteriores sobre diversos tipos de vírus e sua sazonalidade.

“A covid-19 veio para ficar e ela continuará a causar surtos ao longo do tempo até que a imunidade coletiva seja atingida. Assim, o público precisará aprender a viver com a doença e a continuar praticando as melhores medidas de prevenção, incluindo usar máscaras, evitar aglomerações, distanciamento físico e higiene das mãos”, explicou em comunicado à imprensa Hassan Zaraket, líder do estudo e pesquisador da Universidade Americana em Beirute, no Líbano.

“Continua se tratando de um vírus novo e, apesar do rápido e crescente volume de evidências científicas sobre ele, ainda há muitas coisas desconhecidas. Se nossas previsões serão confirmadas ou não no futuro, ainda não sabemos. Mas acreditamos que é muito provável que a covid-19 se torne sazonal, como outros coronavírus.”

A sazonalidade de vírus respiratórios é mais evidente em regiões de clima temperado, enquanto em regiões tropicais, como no Brasil, vírus como o influenza (causador da gripe) podem afetar de forma mais diluída ao longo do ano.

Para o Sars-CoV-2, porém, a etapa da sazonalidade ainda não chegou pois as populações que ele encontrou pela frente eram desprotegidas imunologicamente — uma evidência disso é sua taxa de reprodução maior do que outros vírus, como da gripe.

Um exemplo de que, por enquanto, condições climáticas ainda não afetam tanto a propagação do coronavírus é que a maior taxa de infecção per capita no mundo foi registrada no Golfo Pérsico em pleno verão, dizem os autores.

Ainda assim, segundo o artigo, ainda que regiões tropicais estejam sofrendo fortemente com a covid-19, há evidências de que a transmissão foi mais agressiva no inverno de regiões temperadas — o que indica que o frio e o clima seco podem favorecer a infecção.

A sazonalidade já foi relatada recentemente para outros coronavírus, como o NL63 e o HKU1.

Já o coronavírus que causa a síndrome respiratória do Oriente Médio (Mers, na sigla em inglês), que gerou surtos em vários países a partir de 2012, ainda está produzindo infecções “intermitentes e esporádicas”, sem uma sazonalidade evidente, diz o artigo na Frontiers in Public Health.

A sazonalidade dos vírus é resultado de uma combinação de fatores envolvendo temperatura e umidade — como as condições de sobrevivência dos patógenos no ar e nas superfícies; a baixa da imunidade diante de alterações climáticas; e a hábitos, como o de se aglomerar em ambientes fechados quando está frio.

Fonte Estado de Minas

Curta a página do Conexão Três Pontas no facebook

www.facebook.com/conexaotrespontas

12729255_119502638436882_132470154276352212_n

Roger Campos

Jornalista

MTB 09816

#doadorsemfronteiras

Seja Doador de Médicos sem Fronteiras

0800 941 0808

OFERECIMENTO

Sobre o autor

Reply

shop giày nữthời trang f5Responsive WordPress Themenha cap 4 nong thongiay cao gotgiay nu 2015mau biet thu deptoc dephouse beautifulgiay the thao nugiay luoi nutạp chí phụ nữhardware resourcesshop giày lườithời trang nam hàn quốcgiày hàn quốcgiày nam 2015shop giày onlineáo sơ mi hàn quốcshop thời trang nam nữdiễn đàn người tiêu dùngdiễn đàn thời tranggiày thể thao nữ hcm